quinta-feira, 12 de maio de 2022

Um Segredo

A felicidade não existe.
Sempre faltará algo em sua vida.
Um ente querido que não está mais, um acidente qualquer que deixa uma ferida, coisas normais da vida…
Por isso nunca deseje “ser feliz”.
Deseje sempre “estar melhor”.

quarta-feira, 13 de abril de 2022

Seja o que Deus quiser


 Entro no inferninho. Paro. Olho em volta muito bem. Cade eu? Não me vejo em lugar algum! Entrei neste bar para me encontrar, mas nada! Vou comprar uma cerveja. O bartender me olha como se eu fosse uma louraça - não sou. Pego minha cerveja e me dirijo à mesa. Um amigo meu reside nela. Dia e noite, não sai de lá! Sento em frente a ele, ofereço um gole e nada! Ele não me vê. É como se eu não existisse. Sinto isso pela primeira vez desde que entrei nesse inferninho frente à praia. Me levanto e vou até a pista de dança - nada! Ninguém interage comigo, todos me ignoram, não me enxergam, é como se eu fosse um fantasma. Fico maluco. Resolvo tirar a roupa, Fico todo nu. Ninguém me olha, ninguém se afeta, nada acontece.

Volto ao bar, o bartender é o único que me vê. Pergunto como!? Ele elogia meu corpo que não tem nada de mais. Mas não me responde. Eu insisto. Ele diz que não sabe de nada, abaixa a cabeça e volta ao seu trabalho e logo se afasta para atender uma cliente muito bonita que o espera do outro lado do balcão. 

Eu ando desesperado pelo lugar. Tento chamar a atenção do povo. O povo está bebado, fumado, entretido, louco e ninguém me nota. Eu, mesmo nu, sou um fantasma para todos. 

Tento concatenar o pensamento e descobrir a causa disso.....nada. Estou pirando. Não consigo enxergar mais ninguém também. Fico aterrorizado e ao mesmo tempo de saco cheio. Chego perto de um cara enorme, paro em sua frente, tiro seus óculos e enfio uma grande porrada no seu nariz de gorila. Nada! Ele fica estupefato sem saber da onde veio o murro, mas não me vê! O barman me olha! (como??)

Saio de lá completamente pelado. Vou para a praia e sou preso pela polícia por desacato a atentado ao pudor. 

Passo 40 anos na cadeia. Fico a maior parte do tempo numa solitária, sozinho, no escuro, sem me mexer direito.

Sou liberto aos 50. Volto ao bar que ainda existe. O barman ainda está lá e me dá OI. Acho que está tudo normal, afinal! Meu amigo ainda está na mesa bebendo o mesmo drink de antes. Corro pra falar com ele. Não me vê, não me nota... nada! Ninguém me vê! Nada mudou em 50 anos! Fico nu de novo, desejo ser preso e passar o resto na solitária, nu e sem ninguém me ver mesmo. Eu não existo. Só pra mim mesmo.


Saio do bar e seja o que Deus quiser.




terça-feira, 6 de julho de 2021

Nós e Eles

 

Nós e Eles

Tão diferentes

Tão mortais


Nós e Eles

Tão eloquentes

Tão fáceis


Nós e Eles

Tão pra frente

Não nos mexemos


Nós e Eles

Tão gente

Mexicanos


Nós e Eles

Tão calmos

Desumanos


Nós e Eles

Tão cultos

Nada comem


Nós e Eles

Tão espertos

Neles


Nós e Eles

Tão imprevisíveis

Tchau!

segunda-feira, 28 de junho de 2021

Yamandú

 

Reza a lenda que quando pequeno ele havia ganho um violão de verdade -
pois o moleque gostava e tinha jeito pra música, diziam os pais. 

Isso aconteceu num sábado, e enquanto o pai descansava no sofá e o menino brincava com o instrumento ganho, o menino perguntou ao pai como se aprendia a tocar violão. O pai, para troçar com o molequinho, disse a ele que "Aprende violão a pessoa que souber de cor o som das cordas em todas as casas do violão.


O menino acreditou.



terça-feira, 15 de junho de 2021

ATENÇÃO!

 

Atenção para a música mais linda e nova do mundo! :)


https://www.youtube.com/watch?v=2f92titKO9Y

sábado, 29 de maio de 2021

Etneg

 

Porquê será que as pessoas têm nojo umas das outras? Eu não tenho! As pessoas são lindas para mim. Eu as adoro mesmo. Afinal, eu sou uma pessoa também! Gente é gente, é tudo igual, somos todos iguais. Mesmo assim as pessoas sentem nojo umas das outras. Por exemplo: alguém aí compraria um vaporizador, daqueles que se usa pra fumar maconha, por exemplo também, daqueles que se usa pra fumar um baseado que fosse usado? Claro que não! Porque as pessoas têm nojo umas das outras! Outro exemplo: alguém compraria cuecas usadas? Óbvio que não! Mas eu sim, eu compraria, aliás pena que esse mercado de cuecas usadas não existe, porque seria uma puta economia. Eu vejo as pessoas de uma forma ímpar. Sao boas! Realmente boas! Elas se preocupam com o próximo. Elas são benevolentes, agradáveis e gentis. 

E ESPECIALMENTE, são... caridosas! As pessoas ajudam! Elas contribuem para a sociedade sem pedir em troca. Elas te ligam quando uma bomba pode cair na sua cabeça. Elas te procuram quando você está solitário. Elas te ajudam quando você precisa!


Mas tem pessoas que são ruins. Que não prestam, que fazem o mal e não ligam para ninguém. Pessoas que nunca me procuraram. Que não procuraram saber se eu estava bem ou mal. Que não se interessaram em me ajudar quando mais precisei. Essas pessoas são pouquíssimas, se contam nos dedos! Mas graças a Deus existem essas pessoas, porque o ser humano é maravilhoso, lindo! Quero estar sempre cercado de gente! Eu adoro gente! 

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Pão

 

Jack no meio do labirinto. Vou para a esquerda ou para a direita? Melhor pular. Mas pular não pode. Não está nas regras, não existe. Então dou uma de covarde e volto! Voltar também não pode. Não está nas regras, não existe! Voar pode mas eu não sou passarinho. O que fazer? Vou sentar e esperar. Mas aí o tempo passa e não fui para lugar algum. Então vou escolher ir pela direita. Pronto, fui! Mas... como teria sido se eu fosse pela esquerda?

Ai, o destino... Para o destino não existe lado nem direção pois que ele chega de qualquer maneira, passando por cima desses conceitos meramente humanos e infantis. Ir para a esquerda ou para a direita não faz  menor diferença eis que o destino avisa que o que aconteceu era pra ter acontecido. Nada acontece por acaso! As coisas são o que são porque são o que tem que ser. Será? 

Somos a quintessência da bipolaridade somos uma briga constante entre o que somos e a parcela restante que protesta e luta contra. Nossa essência é uma, porém somos divididos por uma massa negra como um plasma de um planeta e uma parte branca menor que nos rodeia tentando entrar. 

Nossa alma é miscigenada - branca e negra - não há história que nos convença do que somos, mas somos o convencimento histórico do que não somos. Nossa briga maior é contra nós mesmo, e a última parada é fazermos as pazes com nós mesmos. Alguns consegue, outros refletem, parados na encruzilhada da existência, sem saber pisar na direita ou na esquerda. 

Será que faz diferença para que lado vamos? Se fomos para um lado nunca saberemos o resultado da outra escolha, portanto penso que não faz a menor diferença. O lado que escolhemos era pra ser assim. Nada  acontece por acaso. Todo o resultado encontrado no futuro reside na certeza de que era para ser assim, não poderia ser diferente. Não existe alternativas para o passado, e o futuro ainda não existe, e o presente à partir do momento em que pensamos nele já passou. Será então a vida uma mera ilusão? Dentro desse sofisma dogmático entramos numa padaria e compramos um pedaço de pão.