segunda-feira, 27 de junho de 2016

Andando Sozinho


Quando o sujeito é bem novo e tem como costume andar sozinho pelas ruas de uma cidade suja e fétida e seu único sentido é estar sozinho porque não há outra saída ele não é um "looser", ele é um desgraçado querendo ser um desgraçado. Bom, existem dois motivos para a pessoa se sentir um desgraçado: ou ela é realmente desgraçada; ou ela se acha desgraçada. Porém, o que é nem sempre é o que deveria ser embora sempre seja o que você é - se é que me entendem.

Tudo nessa vida é educação, e se desde o início o chamaram de bosta então há 90% do sujeito se sentir um bosta mesmo que ele não o seja. Mas isso não faz diferença alguma porque um gênio que se acha um bosta sempre acaba na lama dos bostas, mesmo que um dia seja reconhecido como um gênio. Foi assim com vários, e pasmem!, estão todos bem encaminhados inclusive você que é um bosta sem ser.

Às vezes leva-se anos, dezenas de anos até o sujeito compreender que errou. Ou melhor - erraram com ele. Mas se erraram com ele e ele acreditou então ele tem a sua parcela de culpa. Isso é extremamente injusto, mas o quê é justo nessa vida além de uma boa ação e um copo de álcool qualquer!? No fim, existe uma grande diferença entre rum e uísque, mas o porre é o mesmo.

Um dia o sujeito acorda e se vê num mundo totalmente irracional (porque os bebês possuem a sua dose de razão sim! se não fosse assim entenderiam tudo de cara, o que não acontece, irmão! não acontece mesmo! ahah!), mas voltando ao assunto... um dia o cara acorda e se vê num caos de informações novas e ele se sente inebriado, se sente desconfortável e alucinado e tudo o que ele só quer é voltar para o útero da mãe. Mas como não dá mais ele é forçado a abrir a sua boquinha e engolir aquela merda de comidinha enlatada que empurram goela abaixo - e sem reclamar, porque a linguagem dele é outra, é de outro mundo, e ninguém entende porra nenhuma. E assim ele se deprime e chora. Porquê você acha que bebês choram? Choram porque não entendem porra nenhuma do que está acontecendo, e não conseguem passar a sua mensagem. Se fossem mais felizes ririam sem parar, concorda? Foda-se se você não concorda!  para mim isto parece muito óbvio e há teses psicoanalíticas que comprovam a total sofreguidão e pasmo que uma criança nos seus primeiros anos sente. Um dia ele começa a andar e o metem numa instituição totalmente ditatorial onde  "ensinam" a ser um libertário! Mas isso é um outro assunto, não vem ao caso agora.

Porém muitas vezes a criança é estupida o suficiente, ou inteligentíssima (há controvérsias sobre), e com uma certa ajuda do seu "surroundings" fica feliz! Mas na maioria dos casos há pouquíssimas crianças felizes no mundo. Essa é a verdade. Claro que estou falando de uma felicidade psicológica, porque há os que nem comida têm, ou saúde, e essa é a maior tristeza que existe. Mas a verdade é que um dia o sujeito cresce e aprende que a vida nada mais é que um túnel. E que não há saída a não ser ir para frente andando sozinho, conversando consigo mesmo, tentando reaprender, quem sabe, algo que passou.




Nenhum comentário: