sexta-feira, 30 de novembro de 2012

ZZZZZZZZZzzzzzzz......

Dizem que quando estamos com insônia é porque já somos passado. Ah...! Cinco horas da manhã... não existe melhor hora para escrever-se. Sim, porque quando escrevemos, insones, estamos na realidade nos escrevendo. Ou talvez nos inscrevendo no rol das lâmpadas queimadas. A rua é deserta, mas há uma energia potencial que explodirá a qualquer momento, e eu aqui, explodirei junto, ao avesso.

Nada melhor do que pensar no passado presente. Da forma como A. um dia disse para P. : "Tenho saudades do futuro que eu teria com vc."

O pior de tudo é que a saudade não é ausência... Saudade: palavra de beleza etérea. Sinto saudade do chocolate que comi há duas horas, assim como sinto saudades de Los Angeles, onde morei parte tenra da minha vida. Como odiava Los Angeles! Amava-a também. Mas odiava acima de tudo, tudo que me prendia lá. E hoje, sob a névoa tchechoviana do passado, eu a amo mais que tudo.

Engraçado como essa névoa dizem pertencer ao passado. Qual o quê! Essa névoa é exatamente o futuro. Pois a sentimos agora, neste exato momento, e nunca d'antes. Cruzamos o Cabo das Tormentas, e logo esquecemos, romantizando o tempo, o renomeamos de algo melhor, nostálgico.

A vida é feita de momentos que não existem. Pois apenas o presente existe, e este passou agora que terminei a frase. E assim passará.

Seja lá como for, meu dia foi cheio de amor. Realizei as prendas mais primárias desde o tempo dos primeiros escritos. E aqui continuo a realizar. Não sou um insone constante. É raro essas coisas me darem trela. Geralmente durmo com os anjos. Talvez hoje eu esteja acordado por ser um anjo, pra que outrem durma, em alguma casa desconhecida de mim. Talvez exista uma troca de tarefas que dá o exato sentido do que seria uma reciclagem psicológica, mental, do Todo.

Esperem....

......................................... há um par de meigos braços que parece me carregar, e uma música parecida com a Goodnight dos Beatles a invadir meu ser, e um beijo estala levemente os meus olhinhos, e meus pés parecem ser carregados por nuvens. Acho que vou dormir....

(Now it's time to say goodbye/ Goodnight, sleep tight....)
                     
ZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz.....




3 comentários:

Kasô disse...

Gostei imensamente de sua narrativa!

... a vida é, mesmo, um eterno vir a ser...

Denise S. disse...

Lindo seu texto. As vezes a insônia faz bem, como o sono. Tudo êh o tempo, não? Que vc durma com os anjos!

Alan Sommer disse...

Obrigado pela visita!

A vida é isso, uma visita.

beijos

Alan