domingo, 25 de novembro de 2012

Veludo

Há lindos vales onde vivo
Cobertos de orvalho nas copas das árvores
Ipês amarelos como doces cabelos escorregadios
Vivo onde vivo, e vivo

Como está você?
Meu pano de linho florido...
Visto-te em minhas mãos
E visto-me...

Um homem de verdade apenas veste o que sente



4 comentários:

Anônimo disse...

Posso me vestir de vc um dia?

J.

Alan Sommer disse...

Se for J. de João, não. rs

Anônimo disse...

E se for de Juana?

Kasô disse...

Lindo.. sensível.
Uma vez mais: parabéns.