sábado, 15 de janeiro de 2011

Brasil Haiti

O Caetano Veloso é um sujeito muito inteligente. Quando disse que "O Haiti é aqui." sabia muito bem o que estava dizendo. Colocação tão bem feita quanto esta eu poucas vezes vi. Pois é isso mesmo que o Brasil é: um Haiti. E não adianta a balança comercial estar boa, nem a meta do PIB ter sido atingida, nem o governo possuir uma reserva billionária de dóllares, nem a nova presidente ser mulher, nem a cara compungida do governador carioca, nem o falso semblante preocupado dos políticos brasileiros. Ante os injustos aumentos de salários votados por eles mesmos para eles mesmos, ante às manchetes revelando a falta destes nos seus trabalhos, ante a intensa troca de cargos e posições políticas em detrimento do que realmente interessa à nação, nós (o povo) deveríamos nos indignar um pouco mais. O Brasil é pior que o Haiti, porque o Brasil ainda é um país que possui algumas poucas pessoas esclarecidas, porque o Brasil ainda é um país maior, com mais terra, com mais colonização, com mais "popularidade" mundial; interesses diversos ainda convergem para esta terra recém descoberta. Porém, é isso que somos. Uma sociedade fraca incapaz de exercer seus deveres e fraca no momento de exigir seus direitos. Morei anos da minha vida em Los Angeles, terra de terremotos absurdos. Nunca um terremoto matou tanta gente quanto essa chuva na região serrana fluminense. Os EUA são um pais que possui furacão, tornado, enchentes diversas, incêndios anuais, thunderstorms, e etc. Não morre gente como aqui. Ainda mais por causa de uma chuva. Forte sim, mas cujos problemas poderiam ter sido amainados com alguma proteção do governo e especialmente com infraestrutura, afinal... foi só chuva, e lá chove sim, é sabido. Mas nada foi feito, nada está sendo feito e nada será feito. Porque como disse o Caetano, muito inteligentemente, o Haiti é aqui.

Nenhum comentário: