segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Trufas

O amor é uma fruta

Colhida aos ventos.

O amor é uma trufa

Que nasce se escondendo.

Perdida em terra d’alma

O solo a pele tecendo,

Surge quase do magma

Da Terra derretendo.

Surge de uma mágica

Escondida no alento.

É uma desconstrução inversa

A união entre semente e vento;

A solidão tubércula...

A trufa no âmago da terra

Se prepara e tece a fécula.

Quer ser encontrada e espera

Antes mesmo de nascida.

Que fruta é essa (o amor)

Que deve sempre ser pressentida?

Um comentário:

claudia disse...

Adorei...coisa mais linda que alguém já escreveu p'ra mim. que sorte eu tenho nessa vida, meu Deus! :)
Te amo.